Criar ou reinventar o seu modelo de negócio para ecommerce

O modelo de negócio é um aspeto chave para a transformação de uma ideia num negócio coerente e completo para qualquer empreendedor que tenha ou pretenda ter um projeto de ecommerce. A ausência de um modelo de negócio num ecommerce coloca em causa a sua rentabilidade e sustentabilidade no mercado, a meio e a longo prazo. Os negócios começam e acabam no mercado. As empresas devem ser capazes de detetar uma oportunidade de negócio, e transformar uma ideia num conceito de modelo, tendo sempre como base a venda de um determinado produto ou serviço que vá satisfazer uma necessidade existente no mercado.

O que é um modelo de negócio?

Do nosso ponto de vista um modelo de negócio de uma organização consiste numa visão integrada de vários elementos principais que, interligados, criam e fornecem valor à empresa e aos seus clientes e potenciais clientes. Também podemos afirmar que o modelo reflete a organização da empresa e a forma como ela se relaciona com mercado em que está inserida.

Qual a importância de um modelo de negócios para ecommerce?

Em projetos de ecommerce a criação de um modelo de negócios ajuda as empresas a identificarem os recursos, as competências e parcerias que vão necessitar de desenvolver ou construir para tornar claro as atividades e processos internos da empresa. Isto permitir-lhe-á criar uma proposta única de valor,  identificar os seus segmentos de mercado e a expressar a forma como a empresa se vai relacionar com seus potenciais clientes.

Quais os três elementos a ter em consideração na criação de modelo de negócio para ecommerce?

Os três elementos a ter em consideração num modelo de negócio em projetos de ecommerce são: a proposta única de valor, a definição de um método para atingir o lucro e, por último, os processos e recursos chave.

O que é uma proposta única de valor?

A proposta única de valor do seu ecommerce deve ajudar os seus clientes a realizar uma determinada ação específica que as outras ofertas de mercado não exploram. É a razão pela qual os seus clientes e futuros clientes vão escolher comprar na sua loja online e não na dos seus concorrentes. É importante que encontre uma maneira de criar valor para o mercado em que a sua empresa está inserida, isto é, a sua empresa deve ajudar os seus clientes a resolver um problema ou a satisfazer uma necessidade numa determinada situação que exige uma solução.

Para definir uma proposta única de valor coerente a sua empresa precisa de conseguir responder a algumas destas questões:

  • Qual o problema que a nossa empresa resolve?
  • Qual a necessidade do consumidor que vamos satisfazer?
  • Quais os produtos ou serviços que vamos disponibilizar a cada segmento de mercado?
  • O que é que torna a nossa empresa diferente dos seus concorrentes de mercado?

O que é um método para atingir o lucro?

A rentabilidade de um projeto de ecommerce continua a ser um dos maiores desafios para as empresas e os empreendedores. Este desafio está relacionado com o facto de muitas das empresas não terem em consideração os princípios básicos de gestão.  As empresas têm de perceber a forma segundo a qual vão fazer dinheiro e entregar valor para os seus clientes, através da venda dos seus produtos ou serviços online.

Quando estamos a definir a forma como vamos ganhar dinheiro devemos ter em consideração vários fatores, como por exemplo: a estrutura de custos, as margens, a rotação de stocks, o custo de aquisição de um produto ou até mesmo da sua produção. Antes de definir um preço final de um produto as empresas devem perceber a elasticidade dos preços do mercado onde operam e ter em consideração os custos diretos e indiretos que são inerentes à sua atividade.

O que são custos diretos?  São todos aqueles que estão alocados aos processos chave de uma empresa. Para perceber a margem de um negócio a empresa deve ter em consideração o volume de vendas esperado e a estrutura de custos para perceber as transações que são necessárias realizar para alcançar os lucros desejados.

Dica: Defina em primeiro lugar qual o preço de venda do seus produtos e qual o preço que o mercado está disposto a pagar por ele. De seguida realize o processo inverso – ou seja, defina as margens brutas necessárias para cobrir os custos fixos e atingir as margens de lucro necessárias.

O que são processos e recursos chave num ecommerce?

Os recursos chave são todos aqueles que a sua empresa vai necessitar para oferecer uma proposta única de valor aos seus clientes e potenciais clientes – ou seja – os recursos humanos, a tecnologia, os equipamentos e os produtos que são essenciais para a sua marca comercializar os seus produtos online. A única forma de identificar todos os recursos fundamentais às atividades diárias da sua empresa é ter todos os processos inerentes ao negócio internalizados, de forma a garantir que a sua empresa consegue rentabilizar esses recursos para entregar valor aos seus clientes finais. São considerados os ativos, como as pessoas, as instalações, os canais de distribuição, as parcerias e a marca. Estes recursos apenas fazem sentido quando interagem entre si de forma a garantir a competitividade empresarial.

Os processos operacionais devem ser delineados de forma  permitir à empresa um crescimento rápido, ou seja, devem estar otimizados para que a empresa consiga escalar ou crescer rapidamente sem necessitar de realizar grandes intervenções nos processos diários do negócio. Quando os processos de operacionalização estão bem otimizados as empresas ganham uma maior competitividade em mercados competitivos e conseguem inclusivamente dar uma resposta mais rápida a mudanças no mercado, por exemplo. Os processos que consideramos recorrentes numa organização são: o planeamento e a gestão de produtos na sua loja online, o serviço ao cliente, a logística, etc.

Por muito simples que possa parecer o que acabamos de explicar, o segredo está na complexidade de garantir que ambos os elementos se completam entre si. Qualquer alteração que seja realizada num desses elementos de negócio afeta diretamente todos os outros elementos. Note que estes processos devem incluir regras e métricas de avaliação de desempenho. O segredo está em estabelecer uma ligação mais ou menos equilibrada entre todos os processos inerentes às atividades de cada negócio.

Devo usar a ferramenta canvas para desenhar o meu modelo de negócio?

O canvas é um das ferramentas mais conhecidas para o desenvolvimento e criação de modelos de negócio, mas também pode utilizar o modelo “ Cadeia de Valor de Porter”, recomendamos os dois porque ambos são ferramentas alargadas e testadas pelo mercado.

Ajudam na análise e compreensão da transformação de uma ideia ou reformulação de um negócio para a criação de um projeto de ecommerce. A sua utilização é simples por parte das equipas de marketing ou até mesmo por um empreendedor.

Ferramenta de desenho de modelo de negócio – Canvas

Quer aprender mais sobre ecommerce? Conheça o nosso curso de lançamento de projetos de ecommerce.

Para completar a informação existente neste artigo, leia também  o nosso artigo sobre lançamento de projetos de ecommerce, com checklist incluída para download.